Imagem mostra uma linguagem de programação aberta em um notebook.
Ultima atualização: 14 de julho de 2021

Como escolhemos

20Produtos analisados

18Horas investidas

6Estudos avaliados

101Comentários coletados

Seja muito bem-vindo! Se você deseja saber como escolher o melhor notebook para programar, chegou ao artigo ideal! A seguir, traremos várias informações valiosas que te ajudarão a fazer a escolha perfeita!

Vários fatores podem influenciar na escolha de um notebook para programar: Diferentes linguagens pedem por características variadas e também há questões decisivas como faixas de preço, tamanhos de tela e sistemas operacionais. Fique conosco para entender cada detalhe!




Primeiro, o mais importante

  • Algumas características de notebooks para programar, como memória RAM e processador de alto nível, bateria durável e tela grande, são indispensáveis e não dependem de qual é a linguagem que você mais usa.
  • Linguagens visuais também pedem por uma ótima placa de vídeo, enquanto as que não têm armazenamento online exigem um espaço satisfatório.
  • Como o notebook é um instrumento de trabalho, é importantíssimo confirmar se a marca é confiável e como funciona a assistência técnica.

Os melhores notebooks para programar: Nossas recomendações

Ninguém é capaz de recomendar notebooks para programar tão bem como programadores estabelecidos no mercado. Conversamos com alguns e preparamos uma lista com os modelos mais citados:

Guia de compra: O que você precisa saber sobre notebook para programar

Afinal, o que é indispensável em um notebook para programar? Como ter a certeza de que você está fazendo uma boa escolha? Trazemos as principais respostas em nosso guia de compra!

Imagem mostra um homem programando em um notebook.

Progamadores precisam caprichar na escolha do notebook. (Fonte: StartupStockPhotos / Pixabay.com)

O que é indispensável em um notebook para programar?

Por mais que questões como o seu nível de programação e a linguagem mais usada sejam importantes para escolher um notebook para programar, existem características que não variam. Algumas são indispensáveis:

  • Tela grande: Programar envolve passar várias horas em frente ao computador com a necessidade de se atentar a pequenos detalhes. Uma das características indispensáveis é a tela grande.
  • Processador e memória RAM: Mesmo que você não use uma linguagem de programação muito pesada, é importante ter processador e memória RAM de alto nível para o caso de um dia expandir os horizontes.
  • Bateria durável: É comum querer trabalhar com programação longe de uma mesa fixa, aproveitando lugares públicos ou o ar livre. Preste atenção na autonomia para ter a certeza de que o modelo vale a pena.

Quais características do notebook ideal variam de acordo com a linguagem?

Algumas linguagens de programação são leves e não exigem computadores muito pesados. Outras podem ser usadas apenas em um notebook muito potente.

Portanto, se as características que citamos acima são universais, independentes do tipo de linguagem usada, há outras que pedem por diferentes notebooks.

Algumas linguagens pedem por placa de vídeo de primeira linha.

Linguagens que usam características gráficas pesadas pedem por uma placa de vídeo de primeira linha. O hardware acaba sendo importantíssimo, quase como acontece também com notebooks para gamers.

Há casos também de linguagens que fazem todo o armazenamento de dados online, enquanto outras precisam de espaço no computador. Caso a sua linguagem mais usada seja do segundo caso, não há como fugir de uma capacidade maior.

Mas mesmo que você use uma linguagem não muito pesada e sem requerimentos gráficos, lembre-se de que o seu notebook profissional deve ser de alto nível!

Imagem mostra um notebook ao lado de um smartphone.

Escolha seu notebook de acordo com a linguagem de programação usada. (Fonte: StockSnap / Pixabay.com)

Quais as vantagens de usar um notebook para programar?

Uma dúvida que muitos programadores iniciantes têm é: Afinal, escolher um notebook ou um computador desktop para programar? A principal resposta para essa pergunta também é ligada às preferências individuais.

O notebook oferece maior mobilidade e a possibilidade de trabalhar em qualquer lugar, desde cafeterias e parques até espaços como coworkings. Por outro lado, o computador desktop é ideal para quem gosta de ter uma estação de trabalho fixa e sem variações.

Existem algumas pequenas vantagens no computador desktop: Ele é mais expansível, ou seja, há espaço para melhorias após algum tempo de uso para que não fique obsoleto. E é possível trabalhar com grandes telas, de até 29 polegadas, mesmo que o notebook também o permita com algumas adaptações.

Tudo isso é compensado pela mobilidade e pelo conforto. Portanto, não há escolha correta ou incorreta. Veja na tabela a seguir as vantagens e desvantagens de escolher o notebook para programar:

Vantagens
  • Grande portabilidade
  • Pode ser usado em qualquer lugar
  • Melhor para fazer também outras atividades
  • O valor é mais acessível
Desvantagens
  • Computador desktop é melhor para quem prefere um espaço fixo de trabalho
  • Mais difícil de expandir
  • Não é ideal para quem gosta de grandes telas

Qual o melhor sistema operacional para programar?

O sistema operacional mais recomendado para programadores não é nem o Windows, nem o Mac: O Linux tem várias ferramentas que aumentam a produtividade, não possui custos extras e é o preferido da maior parte dos profissionais.

Dentre as duas opções mais comuns, Windows e Mac, muito se fala das qualidades do sistema operacional da Apple, porém, ter todas as licenças custa um valor muito alto e inacessível para a maioria das pessoas. O software da Microsoft sai em vantagem.

É possível programar muito bem com o Windows e aproveitar ao máximo o que as linguagens oferecem. Por mais que ele não seja desenvolvido principalmente para essa finalidade, como é o caso do Linux, suas funcionalidades não irão prejudicar o seu trabalho.

Todos os sistemas operacionais mais comuns são bons para programação, mesmo que o Linux se destaque.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de um notebook para programar

É realmente de um notebook que você precisa para programar? Você já sabe como escolher um modelo de acordo com a linguagem que mais usa, mas ainda há alguns outros critérios técnicos que precisamos discutir.

Forma de armazenamento

Se os HDs foram dominantes como forma de armazenamento em computadores por um longo tempo, hoje eles estão perdendo espaço para os SSDs, hardware que é mais compacto e gera um excelente ganho de desempenho.

A escolha entre um notebook com HD ou SSD passa pelo dinheiro que você tem para a aquisição e pelo quanto o desempenho é importante. O primeiro tipo é ainda bem mais barato e não deixa de oferecer rendimento satisfatório, mas o segundo ganha em modernidade e deixa seu computador muito veloz.

Imagem mostra um notebook aberto em um software de programação ao lado de um caderninho.

Notebooks com SSD são mais velozes. (Fonte: Goumbik / Pixabay.com)

Portas e entradas

A programação em si não pede por um grande número de acessórios, apesar de que conectar um HD externo ou usar periféricos como mouse e teclado externo podem ser ideais para algumas pessoas. Ainda assim, a quantidade de portas e entradas é sempre fundamental em um notebook.

Confira quantas portas USB e HDMI o notebook possui.

Isso porque a maioria das pessoas usa com frequência as entradas USB, seja para periféricos ou acessórios, e HDMI. Algumas podem até desejar um notebook com o já obsoleto compartimento para CD e DVD.

Portanto, preste atenção em quantas entradas USB e HDMI o seu notebook possui e confira também se há variação de gerações. Quanto mais, melhores as suas possibilidades de usar acessórios em momentos de trabalho e de diversão.

Tamanho e peso

Um notebook pequeno não é necessariamente um notebook pior. Graças à evolução dos materiais, já há modelos de excelente desempenho que são mais leves e compactos, o que é ideal para quem gosta de levar o computador pessoal para todos os cantos.

Como a tela grande é importante para programadores, um notebook tão pequeno não é recomendado, mas pagando um pouco mais você já pode ter um modelo com material mais leve, o que facilita o transporte.

Caso o tamanho e o peso sejam importantes para você, verifique as especificações antes de finalizar a compra!

Assistência técnica

Quem usa seu notebook principalmente para programar sabe que o eletrônico é um instrumento de trabalho. Por isso, qualquer problema que eventualmente apareça precisa ser resolvido de maneira imediata.

Antes de fechar a compra de um notebook, observe se a marca tem uma oficina autorizada perto de você. Veja também as avaliações sobre a assistência oferecida. Só assim, será possível ter a tranquilidade de que haverá uma solução rápida caso o seu instrumento de trabalho apresente um problema.

Resumo

Um notebook para programar tem o trabalho como principal função e, por isso, deve ser escolhido com muita parcimônia. Além de ser de uma marca de confiança com boa assistência técnica, precisa oferecer todos os requisitos mínimos em desempenho e tela.

Há algumas características de notebook para programar que são indispensáveis, como uma tela grande e um processador de altíssimo nível, e outras que variam de acordo com a linguagem de programação mais usada. A presença de um SSD também ajuda muito.

(Fonte da imagem destacada: StockSnap / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas