Imagem mostra um hub USB com um pen drive conectado.
Ultima atualização: 25 de maio de 2021

Como escolhemos

13Produtos analisados

17Horas investidas

3Estudos avaliados

65Comentários coletados

Seja muito bem-vindo! Você sente falta de mais entradas para ligar os seus periféricos e acessórios que usam conexão USB? Então um hub USB pode ser a melhor solução para o seu problema!

O hub USB funciona como um filtro de linha para tomadas: Faz com que uma entrada se transforme em várias. Fique conosco para entender como usá-lo, suas vantagens e desvantagens, quais problemas ele pode resolver e conhecer muitas outras informações!




Primeiro, o mais importante

  • Ter um hub USB é uma excelente ideia para quem pretende aumentar o número de entradas USB de um dispositivo ou diversificar-las em relação aos tipos de conectores.
  • É preciso prestar atenção em quais conectores um hub USB oferece e de qual geração ele é. Isso influencia diretamente na taxa de transferência.
  • Outras informações que você deve saber antes de comprar um hub USB são o tamanho do cabo, a quantidade de entradas e se o modelo é “plug & play” ou precisa de configurações especiais.

Os melhores hubs USB: Nossas recomendações

Para começo de conversa, que tal conhecer modelos de hub USB que se destacam no mercado? Preparamos uma lista com a ajuda de quem usa o acessório diariamente:

Guia de compra: O que você precisa saber sobre hub USB

O guia de compra é o setor do nosso artigo que responde às dúvidas mais frequentes sobre hub USB. A seguir, você encontra o que precisa saber sobre esse útil acessório!

hub usb

O hub USB permite que vários periféricos se conectem a um computador. (Fonte: pavelbalanenko/ 123rf.com)

O que é e para que serve um hub USB?

Um hub USB também pode ser chamado de concentrador USB, nome que explica sua função de maneira mais acessível. Ele possui uma saída USB (upstream port) que pode ser ligada a um dispositivo qualquer (smartphone, computador, tablet, entre outros) e várias entradas (downstream ports) que permitem que periféricos e acessórios nele se conectem.

É possível que um hub USB conte com entradas USB de diferentes tipos, além de HDMI, micro SD e outras portas necessárias. Assim, você pode usá-lo sem se preocupar com possíveis limitações dos seus dispositivos.

O funcionamento do hub USB, portanto, é similar ao de um filtro de linha, mas para conectores de dispositivos eletrônicos em vez de tomadas.

Você sabia que o número máximo de entradas que um hub USB pode possuir, por limitações tecnológicas, é 127?

Para quem vale a pena ter um hub USB?

O hub USB é uma mão na roda sempre que você percebe que faltam portas USB necessárias para todos os equipamentos que precisam ser ligados de maneira simultânea.

Portanto, se não há espaço para ligar seus acessórios ao computador ou smartphone, usá-lo pode ser uma boa ideia! Especialmente se você não é fã de conexões bluetooth.

Os hubs USB podem ser de grande ajuda para os gamers.

Um dos públicos que mais costuma precisar de hubs USB é o gamer. Como o número de acessórios necessários para se divertir com os jogos eletrônicos pode ser muito grande, ter como expandir o número de portas dos dispositivos se torna quase obrigatório.

Mas o hub USB também pode ajudar quem trabalha com áreas que podem usar vários periféricos extras ou simplesmente quem gosta de ter múltiplos aparelhos e acessórios conectados ao mesmo tempo.

Quais as vantagens de um hub USB?

Além da expansão do número de entradas USB em um dispositivo, há outras vantagens que podemos destacar sobre o hub USB.

Ele pode oferecer diversas novas portas que não existem originalmente em seu dispositivo. Quer conectar um aparelho moderno, com USB-C, em seu smartphone antigo? O hub USB torna possível!

Imagem mostra um hub USB conectado a um notebook.

O hub USB pode ter outras entradas além das USB. (Fonte: Ekrulila/ Pexels.com)

Um hub USB é muito fácil de usar, já que a maioria dos modelos é “plug & play”: Basta conectá-lo na porta USB do dispositivo e ele já estará funcionando.

Como lado negativo, podemos citar que ele aumenta muito o consumo de bateria dos dispositivos e que muitas vezes pode sofrer com superaquecimento, podendo ter danos permanentes.

Veja uma tabela com as vantagens e desvantagens dos hubs USB:

Vantagens
  • Aumentam o número de portas de um dispositivo
  • Podem dar a um dispositivo portas que ele não possui originalmente
  • São muito fáceis de usar
  • Podem ser conectados a todos os dispositivos com entradas USB
Desvantagens
  • Aumentam muito o consumo de bateria dos dispositivos
  • Podem sofrer com superaquecimento se sobrecarregados

Quais as diferenças entre as portas USB?

Você já deve ter percebido que não são todos os cabos USB que se conectam a todas as entradas. Isso acontece porque tal conexão foi evoluindo com o tempo e ganhando em tecnologia e velocidade.

Um bom hub USB deve oferecer mais de um tipo de entrada, o que pode solucionar os seus problemas. Existem diferenças entre o padrão USB (1.0, 2.0, 3.0, no qual quanto maior o número, melhor a taxa de transferência) e o conector.

O padrão USB é definido pelos números. O 1.0 é quase impossível de se encontrar atualmente, o 2.0 é bastante usado e o 3.0 e suas melhorias (3.1, 3.2) está presente nos dispositivos mais modernos.

Entenda que todo hub USB será de um único padrão (quase sempre 2.0 ou 3.0: a informação deve estar especificada e influencia na taxa de transferência), mas pode oferecer entradas para diferentes conectores. Por isso, preparamos uma lista com os mais comuns:

  • USB-A: Foi o primeiro USB criado. Suas versões em tamanho normal e mini já são obsoletas há mais de uma década e hoje são raríssimas, mas o micro USB-A ainda está em uso.
  • USB-B: As versões de tamanho normal e mini sempre foram raras, porém, o micro USB-B é extremamente popular, comum em smartphones não tão modernos e deve estar presente em seu hub USB.
  • USB-C: É o mais moderno e presente nos smartphones e periféricos lançados atualmente. Também deve estar presente em seu hub USB.

Critérios de compra: O que você precisa saber sobre hub USB

Agora que você já sabe das vantagens dos hubs USB e entende as diferenças entre padrões e conectores, faltam apenas alguns critérios técnicos para que seja possível a escolha do modelo ideal!

Tamanho do cabo

A que distância você pretende que o hub USB fique dos seus dispositivos? Quer deixá-lo fixo em alguma mesa e apenas conectar os periféricos que for usar ou transportá-lo pela casa ou para outros lugares?

Há alguns hubs USB com cabo bastante curto, de menos de um metro, ideais para modelos fixos ligados a computadores desktop, e outros que já chegam a cerca de dois metros, permitindo portabilidade e uso móvel. Preste atenção nesse detalhe para comprar o que melhor se adequa às suas necessidades!

Imagem mostra um hub USB com quatro portas.

Alguns hubs USB são bastante compactos. (Fonte: InspiredImages/ Pixabay.com)

Funcionalidade

Existem hubs USB que já funcionam com uma simples ligação ao dispositivo em questão, o famoso “plug & play”, enquanto outros precisam de instalação e configuração.

Modelos “plug & play” funcionam imediatamente após a conexão com um dispositivo.

Os modelos “plug & play” são mais indicados para quem tem poucos conhecimentos de informática e quer apenas aproveitar o que o acessório oferece. Com eles, não há qualquer dor de cabeça com configuração ou com uma possível instalação errada.

Se você quer ter maior controle sobre o hub USB e entende de informática, pode optar por um modelo mais complexo. Ele te dará a possibilidade de configurar várias funcionalidades importantes.

Variedade de portas

Além das entradas USB, que podem ser do tipo A, B ou C e terem variações de tamanho, como já explicamos, pode ser que um hub USB também te ofereça outras entradas e conexões que são bastante importantes.

Um exemplo é a entrada HDMI, que pode estar ausente em muitos dispositivos. Um hub USB que a ofereça é ainda mais completo e mais útil. Pode existir até mesmo uma entrada para cartão de memória em determinados modelos.

Número de portas

De quantas entradas USB você costuma precisar? Quantos periféricos costuma ligar simultaneamente, ou de quantos dispositivos costuma carregar a bateria ao mesmo tempo?

Pense tudo isso para escolher a quantidade de portas do seu hub USB, que pode variar desde um número bastante básico, como quatro ou seis, a outros bem maiores.

Não há porque escolher um modelo enorme caso essa não seja a sua necessidade, mas também não tem sentido ficar com um hub USB pequeno quando o uso de periféricos ou dispositivos simultâneos é alto.

Resumo

Um hub USB é muito útil para aumentar a quantidade de portas USB disponíveis. Ele pode até mesmo ter outros tipos de entrada como HDMI ou para cartão de memória. É ideal para gamers ou para outras pessoas que precisam de um grande número de periféricos conectados a um único dispositivo.

Preste atenção nos conectores USB oferecidos e na geração. Assim, você entenderá se o hub USB em questão é compatível com os seus dispositivos e qual é a taxa de transmissão com a qual ele trabalha.

(Fonte da imagem destacada: Volodymyr Shtun / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas