Imagem mostra uma mulher usando um headset.
Ultima atualização: 25 de junho de 2021

Como escolhemos

4Produtos analisados

45Horas investidas

13Estudos avaliados

215Comentários coletados

Seja muito bem-vindo! O artigo de hoje é ideal para você que procura informações para acertar na compra de um headset USB. Nós traremos todos os dados sobre esse acessório e faremos a comparação com outros produtos similares.

Um headset USB tem vantagens e desvantagens em relação aos modelos sem fio, mas é muito útil em variadas situações. O fato de não sofrer com interferências é o que faz com que ele mais se destaque. Fique conosco para saber mais!




Primeiro, o mais importante

  • Existem muitas situações para as quais o headset USB é mais recomendado do que o sem fio, sobretudo trabalho e jogos em um computador fixo.
  • O headset se diferencia do headphone por também possuir um microfone, e por isso é importante para quem faz chamadas ou precisa da voz para trabalhar.
  • É importante conferir se o conector USB do headset escolhido é compatível com as entradas dos seus dispositivos e se o modelo é confortável e ergonômico.

Os melhores headsets USB: Nossas recomendações

Como headsets USB são muito usados por gamers, a quantidade de modelos no mercado é enorme. Nós conversamos com profissionais, comparamos avaliações e selecionamos os melhores:

Guia de compra: O que você precisa saber sobre headset USB

Chegamos ao guia de compra, o setor do artigo que responde às perguntas mais comuns sobre headsets USB. Leia com atenção, pois é o momento de aprender a diferenciá-lo de produtos similares!

Imagem mostra um homem fazendo edição de imagem com um headset.

Headsets USB são perfeitos para quem tem um posto de trabalho fixo. (Fonte: StockSnap / Pixabay.com)

O que é um headset USB?

Chamamos de “headset” os produtos que contêm fone de ouvido e microfone, e não apenas fone de ouvido, caso dos “headphones”. Eles normalmente são robustos, com conchas supra-auriculares, tapando totalmente as orelhas e com tiras que passam por cima da cabeça.

A conexão de um headset USB é feita por cabo USB, e não por P2 e P3, bastante comuns em acessórios de áudio, ou bluetooth.

Portanto, as diferenças de headsets USB para os demais equipamentos parecidos são a presença de microfone e a forma de conexão.

Headset ou headphone: O que é melhor?

O headset é um equipamento mais completo do que o headphone, uma vez que conta também com um microfone. A questão que você deve se perguntar é: Será que o microfone é necessário?

Se você usa o microfone com frequência, como para atendimento de clientes ou chamadas profissionais, o headset é, sim, muito interessante. Até mesmo para gamers e quem se comunica muito com amigos usando vídeo e voz, ele faz bastante sentido.

Porém, para apenas jogar sem usar voz, ouvir músicas e assistir a filmes e séries, ele pode não ter tanto sentido. Isso acontece porque seu valor é um pouco maior e porque o microfone é justamente a sua parte mais frágil, o que leva a uma durabilidade menor.

Veja uma tabela que compara headsets e headphones:

Headset Headphone
O que possui Fone de ouvido e microfone Apenas fone de ouvido
Valor médio Um pouco mais alto Um pouco mais baixo
Vantagens A presença do microfone é útil em muitas situações Mais barato, mais durável

Conexão USB é uma boa para headsets?

A popularidade dos headsets sem fio não para de crescer. Sem dúvidas, eles possuem suas vantagens: Permitem grande mobilidade e uso longe do dispositivo ao qual estão ligados, são ótimos para atividades físicas e possuem maior durabilidade. Porém, não são perfeitos.

Um grande problema dos headsets sem fio é a suscetibilidade a interferências e a falhas de sinal, coisas muito prejudiciais para profissionais. Também há uma pequena demora na transmissão do som, o que causa problemas ou incômodos.

Headsets com fio são fundamentais para quem não pode sofrer com falhas de sinal.

Portanto, profissionais que necessitam da perfeição do som devem optar por um headset com fio.

Quando falamos em headsets com fio, há duas opções dominantes: Modelos com cabo USB ou P2. E o primeiro leva uma pequena vantagem.

Cabos USB são mais duráveis do que os P2 e produzem menos ruído. É comum que após algum tempo de uso, a qualidade do áudio de um headset com pinos do tipo P2 comece a cair.

Imagem mostra um homem olhando para um computador e usando um headset.

O headset USB é perfeito para quem não pode sofrer com interferências. (Fonte: Andrea Piacquadio / Pexels.com)

Para quais situações os headsets USB são indicados?

Após analisarmos as diferenças entre headphones e headsets e entre conexões com e sem fio, chegamos a uma lista de pessoas e situações para as quais os headsets USB levam vantagem:

  • Quem trabalha com chamadas: Profissionais que lidam com o consumidor ou que fazem chamadas e ligações com frequência não podem sofrer com interferências e têm postos de trabalho fixos. Headsets USB devem ser a escolha.
  • Quem faz muitas chamadas com amigos: Se você está sempre fazendo chamadas com amigos e com a família e usa um computador de mesa ou um lugar fixo para isso, também deve optar por um headset USB.
  • Gamers: Existem muitas pessoas que jogam em grupo ou fazem sessões com amigos e, por isso, precisam não só da qualidade do áudio do game em questão, como de um bom microfone. A melhor opção para elas é o headset USB.

Por mais que os headsets com fio sejam ideais para assistir a filmes e séries em um computador fixo, faz mais sentido optar por um headphone. A não ser, é claro, que você também tenha o costume de realizar atividades que dependem de microfone.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de um headset USB

Você já está convencido de que um headset USB é a opção que mais se encaixa nas suas necessidades? Então é hora de conhecer os critérios que te ajudam a escolher um modelo!

Tipo de conexão USB

Os conectores USB não param de evoluir e, por isso, pode ser que o seu dispositivo não conte com as portas necessárias para a conexão de um headset mais moderno.

Antes de comprar o seu headset USB, preste atenção a qual geração ele pertence: USB 1.0, 2.0 ou 3.0. Os mais modernos provavelmente serão da 3.0. Veja também qual é o tipo do conector. O Type-C é o mais comum nos lançamentos atuais.

Para que o headset seja adequado, é preciso que os conectores sejam compatíveis com as portas dos seus dispositivos.

Imagem mostra um headset rosa em destaque.

Headsets modernos podem não ser compatíveis com dispositivos antigos. (Fonte: lareveuse / Pixabay.com)

Qualidade do áudio

Uma das principais funções de um headset é reproduzir áudio com qualidade. Não importa diálogos ou gravações, que não precisam de perfeita definição, ou filmes e games, você quer ouvir tudo com clareza e sem ruídos.

Os melhores headsets possuem recursos excelentes de cancelamento de ruído.

Para isso, deve optar por um headset que conte com um bom número de tecnologias. O cancelamento de ruídos é excelente, e o isolamento faz com que a imersão no conteúdo seja total, evitando que sons externos te atrapalhem.

Alguns modelos de headset já conseguem até simular um som surround, construindo um efeito similar ao de um home theater com sete canais. Quanto maior a sua necessidade de perfeição de som, melhor é optar por um deles.

Conforto e ergonomia

Quem trabalha com um headset pode passar muitas horas consecutivas com ele. Até mesmo os gamers os usam por um grande período de tempo. Conforto e ergonomia são indispensáveis.

Confira os materiais com os quais o headset em questão é feito. Ele deve contar com acolchoamentos ou forros de espuma ao menos na tira e nas conchas, impedindo assim qualquer desconforto. Uma tecnologia que consiga absorver o suor também é um diferencial positivo.

O headset ideal é aquele que você nem percebe estar usando.

Recursos especiais

O público que mais tem a ganhar com os recursos especiais de headsets é o gamer. Há modelos com luzes de LED que piscam de acordo com o status de uso, que permitem ligar e desligar o microfone com um botão e que ajudam na regulagem das percepções do áudio.

Um recurso muito comum que pode ajudar a todos os tipos de públicos é o controle de volume. Não deixe de observar também quais são os ajustes de tamanho e posicionamento disponíveis, uma vez que eles são excelentes para a ergonomia.

Resumo

Apesar de muitas pessoas preferirem headsets sem fio, os modelos que funcionam por conexões USB possuem grandes vantagens e são indicados para todo tipo de situação que não permite interferências ou interrupções por quedas de sinal.

Todas as pessoas que trabalham ou jogam em um computador fixo devem optar por um headset USB. Além de mais eficiente, ele conta com melhor tempo de resposta. Escolha um modelo ergonômico, durável e com recursos tecnológicos interessantes para você.

(Fonte da imagem destacada: Andrea Piacquadio / Pexels.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas