Ultima atualização: 22 de abril de 2020

Como escolhemos

8Produtos analisados

16Horas investidas

2Estudos avaliados

66Comentários coletados

Olá, seja muito bem-vindo. Aqui, neste artigo, você encontra tudo sobre o HD Seagate, o armazenamento extra de qualidade para qualquer situação, hora ou espaço. Espaço, aliás, é o que não vai faltar.

Rolando para baixo, você verá o que de mais importante há para saber sobre o HD Seagate, as variedades do seu catálogo, as linhas mais inovadoras, e, claro, os melhores modelos. Você terá também nossa ajuda para encontrar o melhor HD para você, com dicas valiosas e outras informações

Primeiro, o mais importante

  • No catálogo da Seagate, há basicamente três tipos de HD: o interno, o externo e o desktop, este último um híbrido entre os dois primeiros.
  • Todos eles têm capacidades de armazenamento variadas, que vão de 500 GB à 16 TB.
  • Considerando todas as linhas, o preço de um HD Seagate varia de R$ 70 à R$ 4000, uma grande variação para um grande catálogo.

Os melhores modelos de HD Seagate: Nossas escolhas

O que você verá agora é a nossa cuidadosa seleção dos melhores modelos de HD Seagate disponíveis no mercado. Para fazer essa avaliação, examinamos elementos técnicos como sua capacidade, sua velocidade de leitura, sua conexão, e até aspectos gerais, como custo-benefício e uso ideal.

O modelo com melhor portabilidade

O STEA1000400 é uma adição de peso ao armazenamento do seu computador, televisão ou videogame - mesmo pesando menos de 300 g. Com capacidade de um à quatro terabytes, este HD externo tem ótimo desempenho quando conectado, com USB 3.0 e compatível com USB 2.0 e USB 3.0 Super Speed, especialmente quando essas portas pertencem à um computador com Windows, sistema pelo qual é reconhecido automaticamente.

O melhor HD Seagate interno

Você quer motivos do porquê o BarraCuda é o HDD ideal para sua CPU? Oferecemos quatro: espaço, desempenho, segurança e versatilidade. Com até 8 TB de espaço, este modelo tem um avançado modo de gerenciamento de energia, que economiza energia sem sacrificar o funcionamento, que aliás é muito bom, com sua interface SATA de 6 GB/s. Há ainda a Seagate Secure, a criptografia automática patenteada da marca.

O HD Seagate ideal para desktop

O chamado modelo "desktop" da Seagate, o STEB3000100 é o HD ideal para quem está buscando mais espaço de armazenamento para seus arquivos e mídias, como fotos, vídeos e música. Ele não é exatamente portátil, pesando um pouco menos de um quilo, mas compensa na alta velocidade de transferência, interface simples, compatibilidade com USB 3.0 Super Speed e um belo design, com padrões triangulares por todo seu revestimento.

Guia de Compras

Quem fala que o futuro é digital é porque não vive no presente. Toda nossa interação virtual, de redes sociais à contas bancárias, de vídeos à jogos, tudo, enfim, gera dados, que precisam de espaço para serem armazenados. Neste contexto, o HD Seagate é um dos melhores do seu segmento, por atender as suas necessidades digitais, mas as reais também.

No Guia de Compras a seguir, destrinchamos essas duas necessidades, e os melhores modelos para cada uma delas. Dados técnicos, modelos especiais, usos específicos, falamos disso também, tudo para guiar você ao HD Seagate que mais se encaixe ao seu uso, e suas necessidades, é claro.

Imagem mostra duas mulheres ao redor de uma mesa com três notebooks ligados, entre outros objetos. Uma das mulheres senta na ponta da mesa, enquanto outra está em pé. Ambas usam um notebook cada.

Os HDs Seagate tem um desempenho tão alto quanto sua variedade - e capacidade de armazenamento, é claro. (Fonte: Andrew Neel/ Unsplash.com)

HD Seagate interno ou externo?

As duas variedades mais populares dos HDs da Seagate, e de qualquer outra marca de HDs, são o HD interno, também chamado de HDD (Hard Disk Drive), e o HD externo. O seu funcionamento básico é o mesmo, mas com adaptações específicas, além das óbvias diferenças de uso.

Os HDs internos são a base dos computadores, junto da placa-mãe, e onde são armazenados todos os dados de um computador. Todos os HDs internos da Seagate contam com a conexão SATA, a mais usada para transferência de arquivos em série.

Eles são vendidos principalmente como peças de reposição, para HDs cheios, danificados ou simplesmente gastos, mas é possível instalar mais de um HD numa CPU.

Só que isso têm diminuído com a popularização dos HDs externos. Eles podem ser conectados e desconectados facilmente, via USB. Os modelos mais novos da Seagate vêm todos com compatibilidade com USB 3.0, que possibilita uma interação mais rápida entre HD e sistema operacional.

Para isso, porém, os modelos precisam de uma refrigeração interna, para mantê-los funcionando mesmo conectado por horas, e que os HDs internos não precisam, já que contam com a ventilação do próprio computador

Interno Externo
Uso Reposição Complemento, portabilidade
Conexão SATA USB
Capacidade 500 GB à 16 TB 500 GB à 8 TB

Qual o melhor HD Seagate para notebook?

O melhor HD Seagate para notebook, como você deve imaginar, depende do notebook. Os modelos internos da Seagate, como falamos, usam a tecnologia SATA. Assim, só podem ser usados pelos notebooks compatíveis.

Se esse for o caso, os mais indicados são os de menor porte, como o FireCuda e o BarraCuda, ambos na versão de 2,5 polegadas.

Agora, se o notebook não contar com a conexão SATA, restam os HDs externos da linha Expansion. Recomendamos também o modelo Desktop, que é, praticamente, um HD interno usado do lado de fora.

Imagem mostra uma composição, com um notebook ao centro, uma câmera fotográfica ao seu lado esquerdo e um hd externo, conectado via USB, ao seu lado direito.

Os melhores HD Seagate para notebook têm um menor porte, ou uma conexão externa com bom desempenho.(Fonte: Jude Beck/ Unsplash.com)

De quanto espaço preciso no meu HD Seagate?

Quando se trata de espaço de armazenamento, quanto mais, melhor. No entanto, "quanto mais" é também mais caro, e há sempre o risco de se ter um "elefante branco" no seu gabinete ou na sua gaveta, com teras e teras de espaço que nunca serão ocupados.

Assim, a Seagate produz HDs com uma grande variedade de capacidade de armazenamentos, de 500 GB à 16 TB, para atender diferentes necessidades.

Tudo depende do uso. HDs para uso pessoal, por exemplo, dificilmente vão precisar de algo além da casa dos dois terabytes. Gamers, por sua vez, podem utilizar boa parte da capacidade de modelos com quatro terabytes.

Já profissionais de vídeo e audiovisual podem precisar do dobro de armazenamento, chegando à oito terabytes, e quem trabalha com processamento de dados usa, e muito bem, os dezesseis teras que a Seagate disponibiliza.

Imagem mostra o close da parte interna de um hd, focando o seu disco e no seu número de série.

O espaço de armazenamento necessário de um HD Seagate depende muito do tipo de uso, se pessoal ou profissional, e de que tipo de profissional, por sinal.(Fonte: Pixabay/ Pexels.com)

Quais as vantagens do HD Seagate Barracuda?

O HD BarraCuda é o "pau para toda obra" da Seagate, um modelo equilibrado e versátil, que pode ser o ideal tanto para uma CPU caseira como um desktop profissional. Isso porque ele é considerado como uma "família", com três versões diferentes, sendo uma básica, outra ampliada e outra profissional, este último chamado de BarraCuda Pro.

Todos os modelos contam com a tecnologia Multi-Tier Catching (MTC), que otimiza o fluxo de dados para acelerar tanto a leitura quanto a gravação de dados no disco.

Outro ponto positivo dos HDs Barracuda é a "amplitude" de armazenamento entre os modelos, que vai de 500 GB à 14 TB.

Vantagens
  • Modelo versátil e equilibrado
  • Fluxo de dados otimizado
  • Onze capacidades de armazenamento diferentes
Desvantagens
  • Velocidade mediana nas versões mais simples

O que é o HD Seagate Skyhawk?

O HD Seagate Skyhawk é um modelo, digamos, disruptivo. Apesar de ser vendido - muito bem vendido, aliás - no mercado normal, é um modelo visado para sistemas de vigilância. Isso quer dizer que são modelos otimizados para ficarem gravando vídeos de câmeras de segurança ininterruptamente.

Sua capacidade e velocidade de armazenamento são muito acima da média de qualquer modelo do mercado, o que atrai muitos compradores. Acontece que, nessa otimização, o desempenho na leitura dos arquivos fica prejudicada.

É um modelo que, para além de sistemas de vigilância, só será bem usado na mesma lógica, isto é, de algo ou alguém que precise de um armazenamento rápido, mas que tenha tempo para completar a leitura e transferência dos arquivos.

Imagem mostra duas mulheres em frente à uma parede de tijolos à vista repleta de câmeras de segurança, todas apontadas para a direção delas

O Skyhawk é muito poderoso, mas sua otimização para sistemas de vigilância "sacrifica" o desempenho de sua leitura.(Fonte: Matthew Henry/ Unsplash.com)

Critérios de Compra: Como escolher o melhor HD Seagate

Nas caixas, manuais de instruções ou mesmo descrições de sites de compras, você verá uma série de informações técnicas, que para quem não está acostumado, pode parecer outra língua. Abaixo, selecionamos o que dessas informações importa, e o melhor: mostramos como usá-las para escolher o melhor HD Seagate para você.

Memória

Existem dois tipos de armazenamento dentro de um HD. O principal, o que chamamos de capacidade, você verá logo abaixo. O outro é a chamada memória, ou cachê. Ele armazena dados e arquivos temporários, benéficos ao bom funcionamento de uma CPU - no caso dos HDs internos, é claro.

Quase todos os modelos mais novos contam com memórias de 64 MB, mas o número pode variar entre 16 e 32 também. Fique atento, e opte pela maior memória que seu orçamento permitir.

Imagem mostra o close de um placa, com foco num chip, onde é possível ler "Seagate".

A memória  (ou cache) de um HD é essencial para o bom funcionamento do computador.(Fonte: gyddik/ 123rf.com)

Capacidade

Este critério é bastante simples, e fácil de ser notado. A capacidade é o armazenamento principal, aquele "1TB" ou "500GB" que vêm junto do nome dos modelos. Escolha o que atenda o que você precisa, mas opte, se possível, pela maior capacidade disponível.

foco

Você sabia? Em 2018, a Seagate fez uma previsão de que até 2025 disponibilizará modelos de HD com capacidade de 100 terabytes, algo inédito no mercado.

Taxa de transferência

A taxa de transferência, é, sem rodeios, a velocidade do modelo. Ela é medida em megabytes ou gigabytes por segundo, e é traduzida literalmente pela quantidade de arquivos que o HD consegue salvar em seu disco interno por segundo.

A ideia é escolher, também, o maior que seu orçamento permitir. Mas não esqueça de prestar atenção na medida, para não confundir gigas por megas...

Giros de disco

Se a taxa de transferência dita a velocidade de armazenamento, os giros do disco interno, também indicados como RPM (Rotations Per Minute, a famosa "rotações por minuto"), indicam a velocidade de leitura, isto é, o quão rápido um arquivo é aberto ou executado quando você clica nele dentro da pasta do HD.

A lógica é simples: quanto mais rápido o disco interno gira, mais rápido os dados de um arquivo podem ser lidos, e mais rápida é sua execução. Um RPM entre 5.000 e 8.000 deve ser suficiente.

A imagem, em preto e branco, mostra, em close, um disco interno de um hd durante um giro.

A velocidade dos giros do disco ditam a velocidade de leitura do HD. (Fonte: Pixabay/ Pexels.com)

Seagate Secure

Um último ponto a notar é se há a indicação da presença do Seagate Secure, o sistema de segurança exclusivo da Seagate, de criptografia automática e com o Instant Secure Erase, que apaga seus arquivos instantaneamente, como último recurso de segurança.

Não que os modelos que não tenham o Seagate Secure sejam inseguros, mas o que têm, com certeza são melhor protegidos.

(Fonte da imagem destacada: Jakob Owens/ Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias. Escreve sobre os produtos que orbitam esse universo, e outros que deixam o dia a dia mais fácil e prático.