Imagem mostra um gabinete gamer iluminado em destaque.
Ultima atualização: 14 de maio de 2021

Como escolhemos

15Produtos analisados

14Horas investidas

3Estudos avaliados

81Comentários coletados

Seja muito bem-vindo! Se você está montando o PC dos seus sonhos e quer que ele rode seus jogos preferidos, não pode se esquecer de um importante componente: O gabinete gamer! Ele tem funções que vão muito além da estética.

O gabinete de um PC gamer deve ser compatível com outros hardwares, permitir eventuais expansões e ajudar na ventilação. Para aprender mais sobre tudo isso, fique conosco no decorrer do artigo!




Primeiro, o mais importante

  • Além de uma estética que te agrade, você precisa procurar em um gabinete compatibilidade com o que espera do seu PC gamer.
  • Quanto mais pesados os games que você joga e quanto maior o tempo de uso do PC, mais é necessário um sistema de resfriamento de alto nível.
  • Se você está montando o seu PC gamer, defina qual será o seu gabinete após escolher a placa-mãe. Essa é a ordem com menor chance de causar problemas.

Os melhores gabinetes gamers: Nossas recomendações

Bonitos, funcionais e modernos, os melhores gabinetes gamers do mercado são excelentes para quem deseja ter computadores potentes. Com a ajuda de especialistas, preparamos uma lista de modelos imbatíveis:

Guia de compra: O que você precisa saber sobre gabinete gamer

Muitas pessoas não fazem ideia da importância do gabinete na hora de montar um PC gamer. Para que você não cometa erros básicos, traremos agora as principais respostas sobre o compartimento.

Imagem mostra uma pessoa jogando no computador.

O gabinete é importante na composição do PC gamer. (Fonte: Florian Olivo/ Unsplash.com)

Por que o gabinete é importante em um PC gamer?

Você já pensou no gabinete apenas como a “carcaça” do computador, um componente que deve ser bonito e nada mais? Já considerou comprar apenas o que mais agrada aos seus olhos?

Se sim, saiba que sua ideia não poderia estar mais errada. O gabinete tem, sim, importantes funções práticas. Confira algumas:

  • Compatibilidade: É no gabinete que a placa-mãe será encaixada, portanto, ele precisa ser compatível com esse importantíssimo hardware.
  • Espaço: Muitas vezes, PCs gamers são expandidos com o passar do tempo. Não haverá como fazê-lo se o espaço no gabinete for insuficiente.
  • Ventilação: A ventilação é um dos aspectos mais fundamentais para a longevidade dos componentes de um computador e é preciso pensá-la a partir do gabinete.
  • Conexões: Gabinetes de qualidade precisam oferecer conexões e saídas suficientes para todos os periféricos e acessórios que serão usados.

O que diferencia o gabinete gamer de um gabinete comum?

Um gabinete denominado “gamer” pode ser usado em computadores de pessoas que não jogam. Um gabinete supostamente comum pode ser usado por alguém apaixonado por jogos modernos.

A palavra “gamer” apenas denomina um gabinete com características que servem bem aos gamers, como design moderno e futurista, tamanho considerável que facilita expansões e sistemas de ventilação muito bem colocados.

O gabinete possuir “gamer” ou não no nome não deve influenciar a sua escolha.

Imagem mostra um PC gamer completo com um gabinete moderno e futurista.

O design costuma ser um dos grandes diferenciais dos gabinetes gamers. (Fonte: FOX/ Pexels.com)

Como escolher o gabinete gamer ideal?

A placa-mãe é o componente mais importante de um PC gamer e o gabinete precisa ter compatibilidade com ela. Portanto, o ideal é que você escolha o compartimento após saber qual hardware comprará.

Definindo a placa-mãe, procure por um gabinete que seja compatível com ela e que tenha espaço para todas as expansões que eventualmente serão necessárias. Modelos apertados logo no início não são boas escolhas.

Porém, também é preciso levar em conta o espaço físico que você tem disponível para o gabinete. Encontre o balanço ideal entre um modelo que não seja muito pequeno, a ponto de não suportar expansões, nem muito grande, não cabendo onde ele deve ficar.

A ventilação e as entradas são os próximos quesitos que devem ser analisados. Para isso, você deve saber exatamente se prefere um modelo que funcione por cooler de ar ou cooler de água.

Você sabia que o design artístico em gabinetes, chamado de “casemod”, começou a ganhar espaço nos anos 2000, substituindo a até então predominância de modelos beges simples?

Qual o sistema de resfriamento ideal em um PC gamer?

Gabinetes gamers já vêm com sistemas de ventilação instalados ou, ao menos, com suporte para que você decida o que deseja.

Alguns modelos já vêm com ventoinhas e com suportes para que mais sejam instaladas. Outros contam com radiadores e com o desenho do sistema de resfriamento líquido pronto. É possível encontrar até as duas soluções em um só gabinete.

Jogos e softwares pesados exigem muito dos componentes de um computador e podem levar ao superaquecimento. O resfriamento líquido é mais eficiente do que o através de ventiladores, permitindo que o desempenho máximo seja alcançado.

Porém, você também precisa ficar atento no fato de que o resfriamento líquido causa problemas com maior frequência, e que panes podem atrapalhar momentos importantes ou danificar o computador. Também é mais caro e precisa de mais espaço do que o através de ventiladores.

Confira uma tabela que compara sistemas de coolers de ar e coolers de água:

Coolers de ar Coolers de água
Capacidade de resfriamento Satisfatória Muito alta
Segurança Menos propensos a falhas Mais propensos a falhas
Custo Médio Elevado
Manutenção Simples Um pouco mais complicada

Quais entradas e conexões são importantes em um PC gamer?

A quantidade de periféricos usados por gamers pode ser muito alta. Há teclado, mouse, headset, joystick, volante, entre outras possibilidades.

Um bom gabinete gamer deve ter várias entradas já na sua parte frontal.

Para não ser necessário puxar o gabinete a todo momento, as entradas frontais são importantíssimas. Confira se existem conexões USB, HDMI, P2 e afins logo na parte da frente do compartimento. O número também precisa ser elevado.

Na parte de trás, deve haver espaço para todos os periféricos principais, entrada para eventuais impressoras, scanners, conexões USB e HDMI adicionais.

Todas as entradas e conexões devem ser suportadas pelos hardwares escolhidos, como a placa-mãe e a placa de vídeo. Mas com os softwares que costumam ser usados em PCs gamers, isso não deve ser um problema.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de um gabinete gamer

Agora que você já entende a importância do gabinete em seu PC gamer, precisa conhecer alguns critérios técnicos que te ajudarão a comprar o modelo perfeito para seu gosto!

Facilidade de manutenção

Sempre que você for instalar novos hardwares, fazer manutenção de componentes ou limpar o gabinete, precisará abri-lo. Antigamente, era necessário ter ferramentas específicas, como chaves phillips, e um certo conhecimento de informática para fazê-lo.

Felizmente, existem agora os chamados gabinetes “tool-less”, ou sem ferramentas, que se abrem e fecham com muita rapidez. Eles são um pouco mais caros, mas se você quiser maior facilidade de manutenção pode investir em um.

Imagem mostra um PC completo com gabinete de gande porte.

Gabinetes modernos podem oferecer grande facilidade de manutenção. (Fonte: FOX/ Pexels.com)

Material

Por um longo tempo, as principais opções de gabinetes no mercado eram totalmente em plástico, aço e alumínio. Apesar de não serem muito bonitos, eram duráveis e eficientes, capazes de aguentar o tranco.

Acrílico e vidro temperado são os materiais mais comuns para laterais de gabinetes.

As tecnologias evoluíram e hoje, em gabinetes gamers, é usado principalmente o aço inoxidável. Eventualmente, você ainda consegue encontrar um modelo em liga de alumínio, porém, com preço muito elevado.

Para as laterais, há dois principais materiais: Acrílico e vidro temperado.

O acrílico é um material mais maleável e durável que o vidro temperado, mas não oferece os mesmos efeitos estéticos. Também é mais suscetível a riscos e arranhões, podendo perder a beleza com o tempo. Você deve escolher o tipo que mais te agrada se baseando em suas prioridades.

Design

Um critério que gamers levam muito a sério na escolha do gabinete é o design. Luzes em LED que piscam em variadas cores, lateral transparente ou espelhada, formato mais alargado ou achatado, fontes espalhafatosas...

É muito fácil encontrar gabinetes com grandes variações de design. Existem os modelos mais sóbrios, que podem ser pretos sem detalhes que chamem a atenção, e outros já com mais atrações visuais.

Claro que, quanto mais detalhes, mais o preço sobe. Mas se você acha bonito um gabinete transparente, por exemplo, pode investir nele. O design do compartimento é um dos pontos mais importantes para dar a sua cara ao PC gamer!

Organização interna

Quanto mais organizado internamente for um gabinete, menor será a necessidade de manutenção e limpeza constante, bem como o risco de problemas de contato ou de ligação.

O posicionamento dos ventiladores e do sistema de resfriamento é muito importante. A presença de um organizador de cabos, que deixe cada fio em seu devido lugar e otimize o espaço, também.

Você quer que o funcionamento interno em seu gabinete seja perfeito e, para isso, a organização é fundamental.

Resumo

O gabinete está longe de ter funções apenas estéticas em um PC gamer. Ele deve ser compatível com a placa-mãe, ter espaço suficiente para expansões que aconteçam no futuro e possibilitar a instalação do sistema de refrigeração adequado.

Conhecendo tais necessidades básicas, você pode escolher qual é o seu gabinete preferido a partir de categorias como o design e o material que mais te agradam e a facilidade de manutenção compatível com o seu conhecimento de informática.

(Fonte da imagem destacada: Christian Wiediger/ Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas