Três televisores antigos.
Ultima atualização: 4 de junho de 2021

Como escolhemos

8Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

49Comentários coletados

Se você ainda tem uma televisão antiga e deseja permanecer com ela, é preciso que adquira um conversor digital. O aparelho garante a exibição de imagens sem chuvisco e de som sem ruído. Mas como existem diversos modelos de conversor digital, nós vamos ajudá-lo a investir o seu dinheiro no melhor de todos.

Para isso, você vai descobrir quais são as principais características dos diferentes modelos à venda e como deve ser instalado o equipamento, seja em TVs de LCD, LED ou plasma seja na televisão de tubo.




Primeiro, o mais importante

  • O conversor digital é um equipamento que permite a transmissão do sinal digital em televisores que não contam com essa tecnologia integrada.
  • O equipamento também pode ter alguns outros recursos dependendo do modelo que você escolher, como o de gravação, controle parental e de conexão com pen drive.
  • A instalação também é simples, mas requer que você compre o conversor digital com a entrada compatível à da sua TV.

Melhores conversores digital: nossas recomendações

São muitos os modelos de conversores digitais à venda. Alguns são mais básicos, outros possuem mais recursos e, com isso, também existe uma variação de preço. Para lhe ajudar, selecionamos os melhores. Veja:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre conversor digital

Hoje em dia não tem mais jeito. Se você não tem uma TV nova, provavelmente vai precisar de um conversor digital. No Guia de Compra a seguir vamos explicar o porquê disso e mostrar quais são as características que o aparelho precisa ter para que você garanta uma melhor experiência em frente a telinha.

O conversor digital garante imagens e sons sem interferência.
(Fonte: Victoria_Borodinova / Pixabay)

Por que você precisa de um conversor digital?

Até pouco tempo atrás, as imagens captadas pelas TVs não estavam em alta resolução. Era muito comum, portanto, assistir a programas e as imagens serem exibidas com chuviscos e interferências.

Com a chegada do sinal digital, que garante uma imagem de alta qualidade, com total nitidez e cores vivas, foi criado o conversor digital, um aparelho que capta o sinal digital e confere a alta resolução para as imagens em qualquer televisão.

No entanto, mais do que exibir imagens de qualidade, o conversor digital é indispensável hoje em dia para que qualquer pessoa possa assistir aos canais da TV aberta.

Para acessar canais de TV aberta, é preciso que a TV tenha um conversor avulso ou integrado.
(Fonte: afra32 / Pixabay)

Isso porque grande parte do Brasil já nem recebe mais o sinal analógico e até 2023 esse sinal será completamente desligado no país. Isso significa que, para assistir à TV aberta, a sua televisão precisa de conversor digital, que pode ser avulto ou integrado.

No caso das televisões fabricadas a partir de 2013, grande parte já possui um conversor digital integrado a elas. Mas se você ainda tem uma TV antiga é preciso comprar o conversor de sinal à parte. E fica o alerta: para cada TV da sua casa é necessário um conversor individual.

Como saber se a sua TV já tem um conversor integrado?

Não é porque você comprou uma TV recentemente que você pode confiar que ela já tem o conversor integrado. Para ter certeza mesmo é preciso conferir nas informações técnicas do aparelho.

As televisões que vêm com conversor digital embutido possuem a descrição “DTV” na embalagem e no manual.

Quais as outras funções um conversor digital pode ter?

Se você pensa que o conversor digital serve apenas para melhorar a qualidade da imagem exibida, não se engane. Um dos benefícios desse equipamento é que, dependendo do canal, também é possível interagir com a programação, por meio do controle remoto.

Um exemplo é quando você tem acesso à grade de horários dos programas. Além disso, o conversor digital também pode ter outras funções que você confere na tabela abaixo:

O que mais um conversor digital pode fazer
Gravar É possível gravar programas para assistir depois
Reproduzir mídia Você pode visualizar fotos, vídeos e áudios na sua TV
Serviços de streaming Os mais modernos permitem assistir programas de plataformas como Netflix, Amazon Prime e YouTube

Como comprar um conversor digital original e de qualidade?

Na hora de comprar o conversor digital é preciso atenção. Hoje em dia já existem muitos produtos falsificados sendo vendidos e que, portanto, não contam com autorização de funcionamento.

Por isso, sempre avalie a reputação do vendedor por meio da avaliação de outros compradores, exija nota fiscal, garanta que há assistência técnica e a opção de troca.

É fundamental que você verifique se o conversor digital possui o selo “DTV”.

Além disso, é fundamental que você verifique se o conversor digital possui o selo “DTV”.

Esse selo é o que indica que o equipamento é liberado para uso pelo Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre.

Somente assim você terá a garantia de que o aparelho está de acordo com as normas técnicas referentes à TV digital.

Como instalar o conversor digital?

A maioria dos televisores e conversores disponíveis no mercado são compatíveis entre si. Mas é importante conferir essa informação antes de comprar o equipamento porque você vai encontrar conversores digitais com entrada HDMI, RCA ou ambas.

E essas entradas devem ser compatíveis com as entradas das TVs. Nas televisões com tela em LCD, LED ou plasma, por exmeplo, o conversor deve ser conectado por meio de um cabo HDMI.

Feito isso, basta acessar o menu da TV, em seguida clicar em “input” e selecionar a entrada HDMI correspondente. Por fim, conecte o cabo da antena ao conversor.

Destaque de mão segurando controle remoto com televisão no fundo.

Para a TV de tubo, o conversor digital deve ter entrada para o cabo RCA.
(Fonte: PDPics / Pixabay)

Já nas TVs de tubo, aquelas bem mais antigas, a conexão com o conversor digital deverá ser feita com um cabo RCA. Esse cabo é aquele triplo e colorido, o mesmo que era utilizado para conectar os aparelhos de DVD.

Depois de encaixar os três cabos, conecte o cabo coaxial à antena e ao conversor e sintonize os canais. Na dúvida, vale lembrar que existem conversores digitais que já possuem as duas entradas, a HDMI e RCA.

Critérios de compra: Como comparar os modelos de conversor digital

Depois de se certificar de que o conversor digital é compatível com a conexão da sua TV, recomendamos que você leve em consideração alguns outros componentes que podem ou não estar presentes no equipamento. São eles:

Kit

Antes de mais nada, você precisa saber que é possível comprar o conversor digital isoladamente ou como parte integrante de um kit. Como vimos, o conversor digital precisa de outros acessórios para funcionar corretamente como a antena e o controle remoto.

Para economizar e comprar tudo junto, vale apostar no kit. Mas fique atento porque alguns oferecem uma antena externa para captação do sinal de alta definição, enquanto que outros modelos têm antena interna, o que facilita bastante a instalação.

Controle parental

Se você tem crianças em casa sabe a importância de limitar o acesso delas a certos aplicativos no celular. E isso também pode e deve ser feito com os canais de televisão.

Pensando nisso, os fabricantes de alguns conversores digitais investiram no recurso de controle parental. Ou seja, o conversor digital também permite que o acesso a certos canais seja feito apenas por meio de uma senha.

Gravar e pausar

Como vimos, a maioria dos conversores digitais já possuem a opção de gravar programas. Vale apostar nesse tipo de equipamento porque, assim, você pode programar gravações de filmes, novelas e jogos para assistir mais tarde.

Para usar a função de gravação é preciso inserir um pen drive no conversor.

No entanto, é preciso ressaltar que, para usar a função de gravação é preciso inserir um pen drive no conversor ou um HD externo.

É nessa memória extra que os programas poderão ser gravados.

Além disso, alguns modelos de conversor digital também contam com a função “TimeShift”, que permite pausar uma transmissão ao vivo e assisti-la depois.

Fotos, vídeos e áudios

Quer ver suas fotos e vídeos ou escutar músicas na TV? Dependendo do tipo de conversor digital que você comprar isso pode ser possível.

Para tanto, você precisa de um conversor que tenha o recurso de mídia player. Mas, também nesse caso, você terá que conectar no conversor um dispositivo USB que contenha essas mídias para então exibi-las na telinha.

Resumo

Para assistir a programas da TV aberta já é quase obrigatório que sua televisão tenha um conversor digital. Com isso, as imagens e sons são mais limpos, nítidos e sem interferência.

Mas como o conversor digital também pode ter outras funcionalidades, vale avaliar se o aparelho tem recurso de gravação e reprodução de mídia, e se ele é compatível com a conexão da sua TV.

(Fonte da imagem destacada: Maksym Yemelyanov/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas